sexta-feira, 8 de fevereiro de 2008

Desabafo...


No sozinho de minhas letras
Escrevo versos sem causa
Para falar de m’alma flambada
No fogo de paixão desmedida

Tristeza pingando dos olhos
Desabafo minha saudade
Gastando tinta num bilhete
Que já não sei ter endereço

A chuva canta no telhado
Intermináveis noites úmidas
E no abandono do esquecido
Vou tentando te encontrar

Minha boca senhora das falas
Emudece, desconhece palavra
Que dê beleza ao sorriso
Que teus lábios varandeia

Olhando o vago do tempo
Só consigo enxergar você
Num raio de prata a lua
Manda recado...

Sossega o coração poeta...
...Esse amor ainda não é acabado.

(AlexSimas)

2 comentários:

HERNANDEZ disse...

Amigo Alex, obrigado pela visita ao meu blog.
lindas suas poesias.

Grande abraço poeta!

°•ஜ♥ Sol ♥ஜ•° °•ஜ♥ ♥ஜ•° disse...

Esse poema é extremamente lindo, amei... estou t seguindo, se quiser me fazer uma visitinha ficarei honrada!