sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Despedida...

Despedida...

Ouço suas pegadas afastando-se
Minhas lágrimas molham as marcas deixadas ao chão
Fere-me a dor da perda, do abandono
Transborda-me o vazio e o silencio... Sem você!

O coração vazio questiona o sentido da vida
A dolorosa solidão mergulha-me em trêmula confusão
Um vento frio soprado de lugar nenhum tenta apagar
A pouca luz que me resta...

Temo não aprender a lição que a vida impõe-me
Ser feliz sem o calor do teu olhar em minha pele
Encontrar o caminho sem o brilho do teu sorriso
Viver... Simplesmente viver... Longe de ti!

Vago por um jardim de rosas murchas
Meus olhos qual janelas famintas te buscam
Na distancia do silencio que me restou
No eco de tuas palavras de adeus... Ate um dia...

(Rosane Oliveira e AlexSimas)

2 comentários:

Rosane Oliveira disse...

Ficou lindo!!!!
E olhe o sorriso ao lado....que delicia!!!

Efigênia Coutinho disse...

Alexandre Simas Costa
Salvador, Bahia, Brazil

Passar neste espaço dedicado a arte maior poesia, e não deixar uma mensagem, é o mesmo que entrar numa Igreja, e sair sem rezar. Meus cumprimentos ao POETA, que sabe poetar, com admiração, deixo o convite para visitar meu espaço Literário,
Efigênia Coutinho
http://efigeniacoutinhopoesias.blogspot.com/