quinta-feira, 11 de junho de 2009

A Voz...

A Voz...

Assistindo caminho das índias (me perdoem por isso) descobri (hó Gloria!) que a Peres ta mais perdida que o Cabral (afinal ela descobriu a Brasíndia, tudo mundo lá fala português, ou melhor, brasileirês, e a grande maioria é de pobres miseráveis (apesar de que todo pobre miserável sonha ser um pobre miserável de novela da Globo) com a diferença de que as vacas sagradas deles pertence a casta dos ruminantes), acabei de inaugurar o parênteses dentro do parênteses (acho que esse comentário merecia outro parênteses).

Mas o que eu descobri foi a tal Esquizofrenia (esquisito esse troço de Esquizofrenia), e essa descoberta me levou a outra. Descobri que eu sou uma espécie de trainee de esquizofrênico, a voz que fala comigo (ainda muito tímida) me manda escrever um monte de besteiras (como essa, por exemplo), e ainda insiste que devo usar uma porrada de parênteses entremeando as frases com comentários pseudo-cômicos (a minha voz acha que é o Arnaldo Jabor).

Até ai tudo bem, nada danoso, e ate normal para um estagiário de esquizofrenia, foda foi quando a FDP mandou que eu me escrevesse para participar do próximo BBB, ai eu pirei, procurei imediatamente um psiquiatra, já na primeira sessão o cara foi enfático comigo – Sinto muito lhe informar meu caro, mas seu caso não é de esquizofrenia, é possessão demoníaca, lhe aconselho a procurar um pai de santo imediatamente, sabe, pensando bem é melhor você procurar uma junta inter-religiosa, a mais completa possível, porque um pai de santo sozinho não dá conta de um demônio de tamanha maldade.

Assinado

Alexandre Costa

O que? Assinado a voz? Como assim? Fui eu quem escreveu, ta certo foi você quem ditou, mas se eu não escrevesse ninguém ficava sabendo, porque somente eu ouço você, ok, façamos assim então...

Assinado

Alexandre Costa e a Voz

Como a Voz e Alexandre Costa, porque tem que ser você na frente? Nada disso, meu nome na frente e ponto, há não fala mais comigo, e vai falar com quem posso saber?...



Em tempo:
a minha voz me explicou porque o baiano é o maior usuário da internet entre os brasileiros, é que disseram a ele que a internet é uma rede.


2 comentários:

Efigênia Coutinho disse...

Alexandre Simas Costa

Estou sorrindo sem parar , lendo este seu texto, você é o MÁXIMO, agradeça a tua nova fase esquizofrénica, pois ela arrebatou o melhor,
FELIZ DIA DOS NAMORADOS

Efigênia Coutinho
Escritora

Sél disse...

HAHAHAHAHAHAHA...ótimo!!!
Tinha que ser baiano... (quer povo mais espirituoso?)...também adoro um parênteses hahahahaha

Eu conheço a fácil alegria...a espontaneidade de conversar dos bainos!
Morei na Bahia por 10 anos, povo bom demais! \o/

bjssss