terça-feira, 3 de julho de 2007

Carente..

Transborda-me...
Vence-me os limites
Tua alma cheira a carmim
Me invade, inunda-me do amor que preciso
Sou um menino, perdido, sozinho...
Passarinho sem ninho, frágil longe de ti


Devolva-me a inocência perdida nos caminhos da vida
Vêm me amar, não vês que te preciso?
Embriaga-me de amor...
Segura minha mão, me pega no colo
Me leva contigo, te preciso...
Não me deixe aqui, não me deixa assim...
Tenho medo do escuro, você é minha luz, meu porto seguro


Depois de ti voltei a acreditar em anjos, arcanjos, querubins...
Es meu começo, meio e fim
Perdoa-me, mas só sei amar assim

(AlexSimas)

Um comentário:

Luluzinha disse...

OLÁ,ACHEI LINDO,CONTINUE ASSIM.
E DE LOBO MAU,VC NÃO TEM NADA BJUS RSRS.